Passeios supervisionados                                                        

 Um dos momentos mais aguardados pelo chinchila é a hora do passeio. Tente sempre fazê-lo no mesmo horário e com a mesma frequência. Verá que ele irá acostumar-se à esta rotina e estará à sua espera.

A chinchila deve ser solta em um cômodo que não ofereça nenhum risco de acidente, evitando:

  • fios elétricos expostos;
  • objetos cortantes;
  • fendas, buracos;
  • sacadas, varandas, janelas, escadarias;
  • vaso sanitário, ralo, bacia ou baldes cheios de água;
  • animais predadores ou com instinto de caça apurados;
  • plantas;
  • veneno e armadilhas para ratos;
  • grande circulação de pessoas com risco de pisoteá-lo ou provocar um acidente impensado como por exemplo, prensá-lo na porta;
  • temperatura elevada e umidade excessiva.
Para interagir com seu chinchila durante o passeio, você pode ficar sentado no chão e esperar que ele venha até você. Se ele se sentir à vontade, ele irá andar por cima das pernas, talvez até subir nos ombros. Mas não deixe que ele suba em sua cabeça. Geralmente ele o faz com a intenção de saltar para cima e... saltando para cima o risco de fraturas ou luxação é muito alto.

Nos primeiros passeios evite gritar, espirrar ou tossir para não assustá-lo e ganhar sua confiança mais rapidamente.

Jamais deixe o chinchila solto sem supervisão. Por ser roedor e exímio saltador (utilizando o ambiente a seu favor, ele costuma rebater em móveis ou outros objetos para impulsionar o salto), o risco de acidentes é alto. Ouvi relatos onde facilmente o chinchila envolve-se com fios elétricos roendo até chegar aos fios de cobre, escala até chegar ao topo do guarda-roupa, pula de sacadas e cai no vaso sanitário. Um chinchila chega a saltar 70cm facilmente em qualquer direção!

Por isso, tomar cuidados básicos como tampar o vaso sanitário colocando pesado em cima (sim! já ouvi de chinchilas entrarem no vaso mesmo com a tampa fechada!), erguer os fios elétricos que estejam no chão ou ao seu alcance, tampar o ralo ou qualquer outros buraco em que ele possa enfiar-se, retirar recipientes com água onde pode afogar-se, retirar objetos cortantes do local, retirar pequenos objetos que ele possa quebrar, roer, engolir, retirar plantas... e tantas outras providências. Enfim, é muito importante protegê-lo deste ambiente tão estranhamente perigoso para ele. É de nossa responsabilidade evitar que nosso querido animal de estimação sofra acidentes. Facilitar para que ele se acidente é algo que não deve ser feito.

Vamos lembrar que o passeio jamais deve ser feito em dia quente (mesmo que seja em local fresco) e evite deixá-lo solto por mais de 1 hora: atividade em excesso pode provocar estresse calórico.

Dica1: chinchilas não são pássaros com asas cortadas. Evite andar pela casa com o chinchila empoleirado nos ombros.

Dica 2: geralmente indicamos o banheiro como sendo um local interessante para o passeio de um chinchila, já que o local geralmente não possui fios elétricos nem móveis em madeira que possam ser roídos e costumar ser o local mais fresco da casa. Não se esqueça de fechar a porta e janela e retirar a umidade do banheiro, secando-o previamente. Retire o cesto de lixo e qualquer outra coisa em que ele possa entrar, principalmente os que contenham água. Guarde os pequenos objetos, principalmente os cortantes e os de vidro. Ele facilmente chegará até a pia. Obviamente, fique com ele enquanto durar o passeio e chame sua atenção quando for saltar para algum local que julgue perigoso.

Protected by Copyscape Duplicate Content Checker
Crie um site gratuito com o Yola.